Desmontando o Natal

Dia 6 de Janeiro é uma data importante na comemoração natalina. Religiosamente é a data (conhecida como a 12a noite após o Natal) que os 3 reis magos chegaram para visitar Jesus e também o dia em que Jesus foi batizado.

Muito que bem. Por essas e outras o dia 6 tem certo significado na cultura ocidental e é comemorado em alguns países de diferentes maneiras. Aqui na Alemanha, por exemplo, é o dia em que os Sternsinger aparecem na sua porta. São três crianças vestidas de reis magos (eram pra ser três, mas às vezes são 4, 5, 6…) cantando musiquinhas em troca de uns trocados e doces. Leia o post linkado acima para saber mais sobre os Sternsinger.

Mas o dia 6 também é marcado por outra coisa importante: é o dia de desmontar as decorações de Natal. Quem andou lendo outros posts recentes do blog talvez tenha visto o post sobre árvores de Natal. Naquele post eu falei sobre as árvores de Natal serem árvores de verdade aqui, que as pessoas frequentemente escolhem e cortam elas mesmas num viveiro de árvores de Natal.

O que eu não falei nesse post – e é um pequeno detalhe que nem passou pela minha cabeça até ser confrontada com o problema – foi: o que fazer com a árvore de Natal depois do Natal? Tem que jogar fora, claro. Duas semanas depois do natal as árvores já estão secando e perdendo as agulhas (as folhinhas). Mas onde jogar fora a árvore de Natal?

Não é uma questão tão simples quanto possa parecer. São 30 milhões de árvores de Natal descartadas no início de cada ano na Alemanha! (30 milhões dá 1 árvore pra cada 2.7 habitantes do país!) Várias dessas grandes demais para o lixo orgânico doméstico.

Há algumas opções de como descartar a sua árvore de Natal:

Você pode cortá-la em vários pedaços para colocar no lixo orgânico da sua casa, mas dá um certo trabalho, principalmente se sua árvore for maior. Algumas cidades recolhem árvores de Natal até certo tamanho (normalmente as pequenas) se você deixá-la ao lado do lixo orgânico nos dias de coleta do mesmo. E na maioria das cidades tem pontos de coleta espalhados pela cidade, para onde você pode levar sua árvore até certa data (normalmente no meio de Janeiro).

Esses pontos de coleta podem ser caçambas, containers, ou simplesmente uma área livre (por exemplo algum canto de algum parque) com uma plaquinha de ponto de coleta. Claro que tem um mapa com todos os pontos no site da prefeitura para você encontrar aquele mais próximo da sua casa. Esse é o mapa de Dresden com os pontos de coleta de árvore de Natal desse ano:

Unbenannt-1 Kopie

Photo 31.12.17, 15 03 27

São vários. Ontem levamos a nossa árvore de Natal para o ponto mais próximo de casa, menos de 200m de distância. Carregar não é um grande problema – as árvores são bem leves, ainda mais quando já estão secas. Mas o problema é que secas basta qualquer balançadinha pra já forrar o chão com as agulhas. Então você tem que enrolar a árvore em algum lençol para não ir deixando um rastro de folhinhas pelo caminho.

Muita gente já se desfaz da árvore logo depois do Natal, mas a maioria das árvores é jogada fora no dia 6 ou no fim de semana mais próximo. Então ontem a pilha de árvores no ponto de coleta estava bem notável:

Uma outra alternativa para se desfazer da sua árvore é fazer uma fogueira numa noite fria. Esse tipo de árvore queima bem e ainda solta um cheiro agradável ao queimar, então acaba sendo um eventinho – se você tem um quintal grande e uma “tijela de fogueira”. Sei lá se tem um nome pra isso em português, mas é tipo uma grande tijela de metal para fazer fogueira no quintal, assim:

feuerschale-test_07

Mas e o que a prefeitura faz com as árvores de Natal recolhidas? Bom, tem algumas opções. Grande parte vai pra compostagem junto com outros lixos orgânicos e vira adubo. Outra parte é queimada e usada para gerar bioenergia.

Mas uma alternativa interessante e inusitada é: algumas árvores viram comida de elefante! Eis que pinheiros de Natal são uma iguaria fina e super gourmet para elefantes. Então depois do Natal os elefantes dos zoológicos pelo país têm seu próprio banquete com árvore de natal no cardápio! Mas as árvores que viram comida de elefante são as que não foram compradas e são descartadas diretamente pelo fornecedor. As que a prefeitura coleta das casas das pessoas vêm muitas vezes com resto de parafina de vela ou com algum lixo qualquer dos enfeites que estavam na árvore, e que obviamente não são muito deliciosos para os elefantes.

now-2712f7ad-0c74-47c7-ab7a-ab008983d8b9-640-439

“Nossa, que delícia!” SEAN GALLUP/GETTY IMAGES

E assim termina o Natal!


(Publicado em 8 de Janeiro de 2018)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s