almoço

Comendo com alemães – Atualizado

Este humilde blog completa 5 anos daqui a poucos meses. Em 5 anos muita coisa muda, tanto fatos quanto impressões. Esse ano “renovei” vários posts antigos, principalmente escritos no primeiro ano de blog, e acho que isso vai ser uma tendência inevitável enquanto o blog continuar vivo.

Um dos temas sobre o qual escrevi bem no comecinho, e que precisa de atualização, é hábitos ao comer.

Talvez o mais importante: os alemães sempre falam “Bom apetite” antes de comer. Guten Apetit, ou às vezes só Guten, ou Lass/t es dir/euch schmecken são as diferentes frases que eles usam, mas sempre se diz algo antes de começar. Normalmente espera-se todo mundo estar sentado com comida no prato antes de começar (com muito mais frequência que no Brasil, onde em situações informais não se espera nunca), mas há exceções: em almoços rápidos, informais entre colegas de trabalho às vezes já começa-se antes dos outros. Na dúvida preste sempre atenção para ver se os outros estão esperando ou se já estão comendo, porque se você começar numa situação em que todo mundo espera, pega bem mal.

Com bebidas é ainda mais importante esperar, os alemães brindam sempre. Preste sempre atenção nos outros e só comece a beber depois que outros já estiverem bebendo – ou depois do brinde. Aqui é muito importante olhar nos olhos da pessoa que está brindando com você, faz parte do brinde. Esses detalhes é bom prestar atenção porque são aquelas coisas pequenas que a gente nem percebe que fez errado, mas passa uma má impressão!

Essas coisas eu já escrevi em posts passados, de temas variados.

Mas tem um outro assunto que eu ainda não abordei, que é como os alemães comem. Para mim, mesmo depois de quase 6 anos aqui, uma coisa que não me entra na cabeça é como eles usam colher. Não como mas em que situações. No Brasil só se usa colher pra tomar sopa, sopa líquida, mesmo. Ou pra comer sobremesa. Usar colher para qualquer outra comida é super estranho, parece que a pessoa não aprendeu a usar garfo e faca, fica feio. Mas aqui se usa colher pra qualquer coisa que tenha molho, basicamente. Macarrão, por exemplo, ou massas no geral – que não precisam ser cortadas – os talheres que se põe na mesa são só garfo e colher! E frequentemente, mas bem comum mesmo, os alemães dispensam totalmente o garfo e comem tudo com colher!

Nossa, eu confesso que isso me passa uma super má impressão. É engraçado pq eu não tenho lá grandes preocupações com etiqueta ou “boas maneiras” no sentido exagerado dos dois termos, mas comer com colher qualquer coisa que não seja totalmente líquida, ou sobremesa, eu acho totalmente bizarro.

Toda semana às terças feiras o pessoal do escritório pede comida indiana pro almoço. Comida indiana quem conhece sabe, é basicamente pedaços de legumes, batata, frango ou outros com muuuuito molho muito gostoso. Com arroz e pão pra comer junto. A idéia é que o molho você mistura com o arroz ou molha o pão no molho e assim come o molho. A ideia não é comer o molho como se fosse sopa. Mas toda terça-feira eu olho em volta e tá todo mundo comendo a comida indiana só com colher, como se fosse sopa. Eu hein. Com massa é a mesma coisa, penne, spirelli, essas massas que não precisa cortar? Não comem com garfo mas com colher. Sempre que eu “reclamo” disso pro meu marido ele me assegura que esse costume é mais específico daqui da Saxônia, e que em outras partes da Alemanha isso não é tão comum. Mas você pode ter certeza que em qualquer lugar da Alemanha, se você pedir uma massa, os talheres que serão colocados ao lado do seu prato são garfo e colher. Nunca faca.

Uma outra coisa que eu acho curiosa é que em algumas situações o guardanapo que você usou para uma refeição é reutilizado (por você mesmo, não por outra pessoa). Tipo, na época de Natal você almoça/janta com a família vários dias seguidos, certo. Dia 24, dia 25, dia 26. Nesses dias os alemães montam a mesa bem bonita, com decorações natalinas e guardanapos daqueles grossos.

IMG_3945

E curiosamente depois que se retira a mesa deixa-se os guardanapos lá, nos mesmos lugares, para usar e novo pra janta ou pro café ou o que for, no dia seguinte. Um tanto estranho. Eu não sei como que eles usam o guardanapo que faça sentido reutilizar, mas ao final da janta o meu não está só sujo como também dobrado, amassado, sei lá. Eu fico super dobrando o guardanapo. Aí eu olho e os outros tão todos bonitinhos e só o meu tem que ser reposto pq eu destruí o negócio, hehe. Mas gente, reutilizar o guardanapo de papel? Estranho, isso, hein. Estranho.

Aliás, voltando às bebidas, legal falar também das opções. Num almoço ou janta com alemães, na casa de alguém, vão te oferecer pra beber: cerveja, vinho, água (com gás) e talvez algum suco. Só. Coca-cola e outros refrigerantes, que são quase essenciais numa casa brasileira, são super raros aqui. Já fiz um post inteiro sobre coca-cola na Alemanha, que dá mto assunto. Mas se tem uma coisa que a Alemanha curou em mim foi o vício em coca. Realmente parei de beber coca e refrigerantes no geral depois que vim pra cá. Essa foto acima é de um dos meus primeiros (talvez o primeiro) natais aqui, e aquela coquinha ali no fundo tava lá especialmente pra mim. Na época eu ainda não conseguia imaginar um jantar sem coca. Engraçado como essas coisas mudam.

Aliás, muita coisa mudou nas minhas preferências em termos de comida e bebida depois de quase 6 anos aqui, dá pra fazer um post só sobre isso. Ok, vou fazer um post só sobre isso.


(Publicado em 26 de Novembro de 2017)

Mahlzeit! – Hora do rango!

Uma coisa bem peculiar de se trabalhar na Alemanha é esse misterioso “cumprimento” de hora do almoço. Mahlzeit!

É uma coisa que eu só ouço em ambiente de trabalho. É tipo um bom apetite, mas não exatamente.

Mahlzeit significa “hora da comida”. Vou carinhosamente traduzir para “Hora do rango!”. E o contexto em que é usado é, basicamente, se você vir alguém almoçando no escritório, vc fala “Hora do rango!”. Se você também estiver indo comer, a pessoa vai responder com “Hora do rango!”. Se você já tiver almoçado, a pessoa vai responder “obrigada!”.

Sim, é ridículo. É meio difícil de compreender, demorou um bom tempo pra eu descobrir como que era pra responder alguém que olhava pra minha marmita e dizia “Hora do rango!” todos os dias. Na primeira vez eu respondi com “oi”. Não fez sentido.

Também serve se vc tá voltando do almoço e no caminho cruza com um colega de trabalho. “Hora do rango!” você diz. “Obrigado!”, ele responde.

Parece uma coisa absurda, uma piada interna entre alguns colegas… mas não é! Aqui em qualquer escritório as pessoas trocam esse “cumprimento” na hora do almoço. Se a gente tá almoçando no escritório e alguém entra na cozinha, invariavelmente a pessoa diz “Mahlzeit!”. Hora do rango. Tá, eu sei que é hora do rango, gente. Não precisava avisar, eu já tava comendo, sabe.

Aviso que talvez isso não se aplique à Alemanha inteira. Aqui em Dresden é assim, e já ouvi pessoas falando que tem isso em Berlim, também, mas meu namorado que é de Colônia não conhecia essa Hora do Rango até vir pra cá.

Mas bom. Agora você já está avisado. Se alguém te disser “Mahlzeit!” você responde com obrigado, ou igualmente com “Mahlzeit!” se a pessoa também estiver indo comer.


(Publicado em 1˚ de Julho de 2016)