esporte

O Sistema de saúde alemão 4 – Programa de Bônus

Uma coisa interessante dos seguros de saúde (públicos) daqui são os programas de bônus. Acho que todos os seguros públicos oferecem algo do tipo. A idéia é encorajar as pessoas a fazerem determinadas atividades que fazem bem para a saúde e consequentemente ajudam a evitar doenças. Cada atividade te dá uma pontuação, e atingindo determinada quantidade de pontos você recebe dinheiro de volta. Não é assim, noooossa, que fortuna (30€), mas 30 euros + saúde é melhor do que 0 euros + doença, então pronto.

Os programas de bônus dos diferentes seguros de saúde são um pouco diferentes – mas seguem basicamente a mesma idéia. Então eu vou explicar com mais detalhes o do meu seguro de saúde (Techniker Krankenkasse, TK).

Primeiro como funciona a pontuação. Você tem um ano pra completar atividades e somar pontos. Com 1000 pontos você recebe 30€. E aí a cada 100 pontos além desses 1000 pontos você recebe outros 2,50€. Mas claro, nada disso tem qualquer significado sem uma noção de quantos pontos dá pra conseguir. Então vamos às atividades:

Tem duas maneiras de conseguir pontos.

2017-09-11 23.00.15

A primeira são atividades específicas, pontuais. Cada atividade te dá uma pontuação variando entre 200 e 500 pontos. Ou seja, com duas dessas atividades de 500 pontos você já atinge os 1000 pontos necessários. As atividades são as seguintes:

  • Hautkrebs-Screening – Exame para prevenção de câncer de pele. Dá 200 pontos, mas conta no máximo 1x a cada dois anos.
  • Allgemeine Krebsvorsorge – Exame para prevenção de câncer no geral. Não sei se é um exame específico or what, mas te dá 200 pontos 1x por ano.
  • Zahnvorsorge – Consulta preventiva no dentista, basicamente ir ao dentista uma vez por ano sem ter nenhuma reclamação específica, pra ver se está tudo em ordem. Te dá 200 pontos.
  • Mutterschaftvorsorge – Exames pré-natais, conta uma vez por gravidez e dá 200 pontos.
  • Rückbildungsgymnastik – Ginástica pós-natal, 400 pontos.
  • Gesundheitskurs Bewegung – Curso de “movimentação saúdavel”, sei lá, não consegui pensar numa boa tradução, mas seriam basicamente cursos curtos pra te dar dicas de como ser mais ativo no seu dia-a-dia. Conta 400 pontos, 1x por ano.
  • Gesundheitskurs zur Ernährung oder Gewichtsreduktion – Curso de nutrição ou de perda de peso, conta uma vez por ano e dá 400 pontos.
  • Gesundheitskurs zur Stressbewältigung oder Entspannung – Curso para lidar com o stress ou curso de relaxamento. Conta 400 pontos uma vez por ano.
  • Gesundheitskurs gegen Suchtmittelkonsum – Curso contra vícios, conta uma vez por ano, 400 pontos.
  • Impfvorsorge – Vacinas preventivas, conta no máximo uma vacina por ano, 400 pontos.
  • Aktive Mitgliedschaft im Sportverein, Fitnessstudio – Associação a um clube de esportes ou a uma academia, 500 pontos.
  • Schwimm-/Sportabzeichen – Ok, isso é meio difícil de traduzir que é uma coisa bem particular daqui que eu nem sabia o que era até perguntar, agora mesmo, pro marido. É basicamente um certificado de êxito em teste de determinados esportes (basicamente os atléticos). Tem uma associação alemã, Deutsches Sportabzeichen, responsável por esses tais certificados. Para tirar um desses certificados, você tem que realizar uma atividade sob determinados critérios – por exemplo, correr 500m – coisas assim. A meta que você tem que atingir, distância de corrida, tempo, distância saltada, distância nadada, etc – varia de acordo com a sua idade e sexo. É um negócio até interessante, vou fazer um post só sobre isso depois. Mas enfim, se você tirar algum desses certificados você ganha 500 pontos.
  • Sportveranstaltungen – Certificado de participação em eventos esportivos (tipo torneio de vôlei, sei lá). Não precisa terminar em nenhuma posição específica, mas precisa terminar. Não conta maratona, não sei pq. Dá 500 pontos.

E a segunda maneira de acumular pontos é fazer o “Fitnessprogramm“. É um programa pra te manter ativo no dia-a-dia. A TK conta passos dados durante a semana. O esquema é: vc tem que em 10 de 12 semanas andar pelo menos 60.000 passos. Quando você começa a fazer o programa começam a contar as 12 semanas, e você pode ficar no máximo 2 dessas 12 sem andar os 60.000 passos. O programa você pode fazer duas vezes por ano, e a cada vez (se você conseguir andar os 60.000 passos por semana) conta 500 pontos. Então só com esse Fitnessprogramm já dá pra acumular os 1000 pontos. Pra contar os passos você usa algum aplicativo de celular. 60.000 passos é 8.571 passos por dia, pra quem trabalha em escritório e não anda muito pode ser bastante. Por sorte eu ando bastante no meu dia-a-dia, então os 60.000 tão fáceis.

2017-09-10 12.44.02

Semana passada andei 88.012 passos! 🙂

Então não é difícil chegar e passar dos 1000 pontos. Eu comecei esse programa no mês passado e já acumulei 900 pontos: 400 de uma vacina que eu tomei, contra catapora, e 500 porque eu vou na academia regularmente. Se eu conseguir os 1000 pontos do Fitnessprogramm, vou receber 52,50€ ano que vem! Não é uma grande fortuna, mas pô, 50€ só pra fazer coisas que eu já estava fazendo antes não tá nada mal! E isso que ainda dá pra acumular mais uns pontos de outras coisas até lá.

Seja como for, a idéia de encorajar as pessoas a fazerem atividades que fazem bem pra saúde é ótima. E acaba virando um joguinho, esse negócio dos passos. Eu completo os 60.000 com facilidade, mas meu marido têm que sair pra andar com mais freqüência pra chegar nos 60.000. Então ele começou a correr três vezes por semana. E volta e meia a gente sai a noite pra dar uma longa volta pelo bairro e somar uns passos. Então além do dinheiro, ainda ficamos mais ativos. Acho bom!


(Publicado em 11 de Setembro de 2017)

Universidades Alemãs: esportes

Eu queria já há um tempo fazer uma série de posts sobre aspectos das universidades alemãs. Mas claro, tudo o que eu posso dizer a respeito de universidades alemãs é baseado na minha experiência com a universidade onde eu estudo – a Universidade Técnica de Dresden.

Uma das coisas que me impressionou logo no início do curso foi a quantidade de esportes oferecidos pela Universidade semestralmente. Aliás, mais que semestralmente. Tem também esportes oferecidos nos dois períodos de férias – durante março, e durante agosto e setembro.

Só para dar um exemplo da variedade, nesse semestre de inverno (os semestres aqui são denominados semestre de inverno – o primeiro semestre, que vai de Outubro até Fevereiro – e semestre de verão – o segundo semestre, que vai de Abril a Julho) tem, entre os esportes mais comuns, também as seguintes opções:

Canoagem, sinuca, frisbee, caminhada, esgrima, equilibrismo (segundo o wikipedia chama Slackline também em português: se equilibrar em cima de uma corda. Eu chamo de equilibrismo), malabarismo (sim, malabarismo), danças diversas (flamenco, salsa, samba, hip hop, dança havaiana, dança do ventre, jazz), todas as ginásticas possíveis, lutas variadas (ju jutsu, jiu jitsu, Kung Fu, Krav Magá, defesa pessoal), esportes de inverno diversos (ski, patinação no gelo), patinação, bicicleta, sauna (?? sei lá o que se aprende num curso de sauna, mas tem), arco e flecha, xadrez, capoeira (!) e até bateria de escola de samba.

Oswald Hicker - Flickr

Oswald Hicker – Flickr

Isso sem falar, claro, nos clássicos futebol, basquete, vôlei, natação…

Ou seja, basicamente qualquer esporte que lhe vier à mente, ou até atividades que muito duvidosamente poderiam ser denominadas esportes (sauna??), dá pra fazer na universidade. Alguns são oferecidos por outras escolas/academias/empresas que oferecem esportes específicos, mas aí numa turma especial para a universidade por um preço bem mais baixo que o normal.

O que nos leva ao próximo assunto: tem que pagar? Sim. Mas é basicamente um valor simbólico. A maioria dos cursos custa apenas 20€. O semestre inteiro. Vale super a pena! Alguns cursos são um pouco mais caros, como canoagem, que custa 40€, e os cursos oferecidos por externos ficam na faixa dos 40, 50€. Mas raramente mais que isso.

Outra coisa muito legal é que os cursos não são restritos aos estudantes da universidade. Cada curso tem três preços: o primeiro, mais baixo, para estudantes, o segundo para funcionários, e o terceiro (normalmente na faixa dos 60€ para cursos que custam 20€ para estudantes) para pessoas sem ligação com a universidade. Alguns poucos cursos não têm essa opção, mas a maioria é aberto para pessoas de fora também.

Mas para se registrar para algum desses cursos tem que ficar atento: tem uma data de matrícula que vale para todos os cursos, mas cada um tem um horário específico em que o cadastro (online) abre. As matrículas para os cursos mais concorridos (os esportes mais comuns, e também alguns mais diferentões que servem a muitos gostos) acabam literalmente em segundos. Tem que ficar pronto no site atualizando até abrirem as inscrições e fazer tudo o mais rápido possível. Semestre passado tentei me inscrever para o curso de canoagem, cliquei no botão de inscrição no exato momento em que ele apareceu, digitei meus dados o mais rápido que pude, e quando cliquei “OK” as vagas já tinham terminado! Foi bem frustrante… mas com os outros cursos que tentei não foi tão extremo (patinação, patinação no gelo, krav magá). Os cursos mais concorridos também têm uma infinidade de vagas (vôlei, basquete, futebol…) em mil horários diferentes.

Bloemmie29 - Flickr

Bloemmie29 – Flickr

E, novamente, estou falando especificamente da TU Dresden… mas suspeito que em outras universidades não seja tão diferente.

Mas se você estudou em universidades brasileiras, você já deve ter notado uma diferença bem básica: os esportes e cursos não são ligados a nenhuma faculdade específica. Ou seja, as faculdades não têm seus times próprios de esportes, e, consequentemente, aquelas competições inter faculdades ou inter universidades também não existem por aqui. (Bom, talvez as faculdades de educação física tenham algo do tipo, já que é mais específico da área. Mas para um aluno regular de outras áreas certamente não tem aqueles eventos famosos “inter…” super típicos e importantes nas universidades brasileiras.


(Publicado em 1˚ de Outubro de 2014)